Vassefode

Vamos lá, é simples:

  • Você acredita, portanto vai.
  • Eu não acredito, portanto fico.

Situação 1 – Caso de desrespeito mútuo:

  • Você tenta me convencer de que estou errado e me critica.
  • Eu tento te convencer de que estás errado e te critico.

O resultado é:

  • Uma grande merda porque ninguém detém a verdade absoluta de porra nenhuma, apesar de acreditar no contrário. A discussão não verá final feliz.

Situação 2 – Caso de respeito mútuo:

  • Você não me perturba porque não vou. Afinal, sou livre para escolher o que fazer da minha vida.
  • Eu não te perturbo porque você vai. Afinal, você é livre para escolher o que fazer da sua vida.

O resultado é:

  • Todos vivem felizes para sempre. A rotação e a translação do planeta permanecem inabaladas e nossos cartões de crédito continuam vencendo nas mesmas datas de antes.
Anúncios

Sua opinião é apenas a sua opinião

Texto original em anthraxenchiladas.tumblr.com.

Tenha em mente que sua opinião não é nada mais que um direcionamento do seu raciocínio, criado por uma coleção de ideias e crenças que você mesmo desenvolveu durante toda a sua vida através de incontáveis experiências e interações com outros indivíduos e com o meio em que você viveu até então.

Sua opinião não é uma lei nem tampouco algum conceito objetivo que esteja apto a prevalecer sobre as opiniões daqueles que divergem. Você não possui o direito de obrigar as pessoas a pensarem como você, menos ainda de atacá-las quando diferem da sua linha de pensamento. Devido à sua natureza subjetiva, uma opinião não deve ser forçada sobre outros. Pode ser discutida e debatida, concordada ou discordada, rejeitada ou aceita, porém, jamais imposta.

Vale lembrar que opiniões não são nem certas e nem erradas, elas simples e absolutamente são. Opinião é uma entidade neutra que faz-se presente de forma natural entre indivíduos e pode, consequentemente, sofrer a ação de forças opositoras.

É irrelevante quantas pessoas concordam com a sua opinião; a opinião da maioria ainda é subjetiva, a despeito do número de pessoas por trás dela; tirania da maioria é algo inútil numa sociedade que se diz livre. Desta forma, da próxima vez que você bradar aos quatro ventos que está “do lado certo da estória”, tenha em mente que existiu um tempo em que a opinião de uma “maioria” Alemã apoiava o extermínio de Judeus e homossexuais. Houve também um tempo em que uma “maioria” Estadunidense era favorável à escravidão de negros e ao genocídio dos índios nativos. Em ambas ocasiões, a maioria clamava estar “do lado certo da estória”. Portanto, faça-se o favor de não ser tolo o bastante para permitir levar-se apenas por um número x de pessoas que dão suporte às suas crenças, porque até mesmo elas estão fadadas a serem mudadas com o tempo.

A despeito de você posicionar-se favoravelmente a determinada causa, seja ela religião, casamento entre gays, guerra, economia, aborto, ações afirmativas, imigração etc., qualquer que seja a causa, lembre-se que você é apenas uma pessoa entre sete bilhões neste planeta e a sua opinião é igualmente uma entre tantas outras diferentes. Tenha sempre isto em mente quando sentir aquela vontade irresistível de atacar alguém que teve a audácia de formar uma opinião por si próprio, divergente da sua.

Divagando, esta é apenas a minha opinião.

new_idea_and_old_experiences

Não

Não sou mais o antigo Christian. Não esperem que ele volte.
Não sou cientista ou profissional de saúde e não visto branco. Isto é passado.
Não gosto de fazer coisas que sei que não quero fazer.
Não coloco a vida de ninguém em risco. Cada um é responsável pelos caminhos que escolhe.

O único juramento que sigo é de ouvir a voz da minha consciência, preservar minha paz interior e evoluir vivendo da melhor maneira que eu puder.

Todos têm o direito natural de não concordar e de não querer compreender os fatos que coloquei. Tudo bem, vivemos num mundo livre.

Mas que decepção…

Este post foi criado e intitulado pensando (sem luz nenhuma) nas empresas que mais me decepcionaram neste último…. sei lá… ano?: Nestlé e Sadia.

Não sei se é perceptível a irritação ao ler, mas meu coração está transbordando de ódio falando desses pardieiros. Nem tenho muito o que falar, só tudo que me vem à cabeça depois de ter tomado um copão daquele LIXO do Nescau 2.0 — moderninhos eles, não?

Nestlé

Comprou quase todas as empresas de biscoito e sorvete. Não tem pra onde você olhe na gôndola do supermercado que não encontre a marca podre dela; e só tem produto merda. Alguém define pra mim o gosto do Nescau? Jogaram tanta vitamina, fizeram uma embalagem tão frufruzada, fizeram um comercial tão moderninho e aquela merda de achocolatado não tem gosto de nada que preste. E ainda possui seríssimo problema com a gravitação: você coloca no copo com leite, mexe, mexe, mexe, mexe, mexe, mexe, mexe, mexe, mexe, mexe e aquele pozinho continua caindo vertiginosamente até que seu leite fique claro como o original da caixa longa vida. E a borra tá lá no fundo… Viva o Toddy! (melhor nem me extender porque aquele Toddy light é uma farça do caralho…)

E os sorvetes? Puta merda, só tem gordura! Gosto de nada e é caro pra burro! Já provaram o de chocolate? Chega a deixar o céu da boca ensebado. E agora colocam na embalagem que tem leite. Vai à merda! Se a empresa fosse honesta não precisava ficar tirando onda no rótulo com uma coisa que é básica! A Nestlé foi a grande responsável pelo sorvete ter virado artigo de luxo aqui em casa porque o negócio é juntar bastante dinheiro e gastar direito num Häagen-Dazs.

E aquelas merdas de produtos bajuladores e egocêntricos Maggi? “MEU momento“, “MEU tempero“, “MEU segredo“, “MEU caralho“, “MEU isso“, “MEU aquilo“. Segue bem a onda dos babacas que não são, parecem ser.

E os biscoitos? Cada vez menores e mais farinhentos.

Sadia

Cara, essa foi foda. Cheguei a ter ações dessa porra quando ainda tinha dinheiro pra investir. Mas que arrependimento!

Sei que a qualidade dos suínos e aves é coisa de 1º mundo; sei que seus produtos tem rigoroso controle de blá blá blá blá essa ladainha toda. Já fui veterinário e já estudei o processo de produção deles. Nem é da qualidade dos produtos que me refiro; é da relação custo-benefício. Os caras vem com aqueles comerciais mostrando famílias de brancos, sorridentes, mulheres de cabelos lisos que trabalham fora e homens com cara de quem não sabe passar manteiga no pão e com aquele locutor que fala fazendo sexo com o microfone e pra quê? Pra vender um produto que não vale o que se paga.

A lasanha é uma poça de molho; o frango à Parmeggianna é uma poça de molho; as pizzas são mal montadas. E por aí vai. Só chegando na gôndola pra eu ir me lembrando de todos os caça-níqueis da Sadia. Aí você rumina: “Pô, mas o das empresas concorrentes também é assim!!”. Sim, mas não são vendidos ao preço do ouro. Melhor comprar Perdigão, Aurora, Seara etc. A Perdigão faz a Sadia comer cocô em termos de relação custo-benefício. E prefiro comprar a pizza do Prezunic…

E então, como fica?

Me responde se tem jeito? Já tentei entrar no site delas pra falar com alguém – civilizadamente – mas você só encontra formulários empata-foda pra preencher. Experimenta mandar um email pra algum SAC. Vai receber uma resposta automática com algum texto feito por alguma mula que estudou marketing. Melhor nem tentar. Basta não comprar.

“E a Oi? Você escreveu pra caralho e não falou nada da Oi! Você não vive falando mal da Oi por aí?”

Sim, mas ela nunca me decepcionou, nem quando era Telemar. Ela sempre foi UMA GRANDE EMPRESA DE MERDA!!!! Impossível daquele antro ser melhor do que o cu que já é.

Sei, é muita raiva no coração, mas foda-se! Se quiser, continua gastando seu salariozinho com essas merdas!